História 2017-01-31T21:50:23+00:00

Vídeos

PUC-Rio – Vídeo Institucional

PUC-Rio, de braços e portões abertos: Gávea, um pedaço do paraíso

A PUC-RIO E O DEC

A Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, foi fundada em 31 de Outubro de 1940 pelo cardeal D. Sebastião Leme e pelo padre Leonel Franca, S.J. (primeiro reitor da Instituição), com o nome de Faculdade Católica, reconhecida pelo Decreto Lei no 6.409, assinado pelo presidente Getúlio Vargas em 30 de Outubro de 1940. Foi oficialmente reconhecida pelo Decreto Lei no 8.681, de 15 de Janeiro de 1946, como Universidade Católica do Rio de Janeiro. Em 20 de Janeiro de 1947 lhe foi outorgado o título de Pontifícia pelo papa Pio XII.

A Engenharia Civil foi criada em 21 de Janeiro de 1948, junto com a criação da Escola Politécnica. Funcionava, à época, na Rua São Clemente, Botafogo, junto ao Colégio Santo Inácio. A formatura da primeira turma de Engenharia da Escola Politécnica da PUC-Rio ocorreu em 1952. Em 1955, com a inauguração do Campus da Gávea, passou a funcionar na Rua Marquês de São Vicente. Em 1964 passou a integrar o recém-criado Centro Técnico Científico da PUC-Rio, CTC, reconhecido como de excelência em 04 de Setembro de 1969, pelo CNPq.

 

GRADUAÇÃO: ENGENHARIA CIVIL E CURSOS ASSOCIADOS – DADOS HISTÓRICOS

Nos anos 2000 o DEC passou a atuar, de forma relevante, no desenvolvimento de novos programas de graduação da PUC-Rio, nominalmente: Arquitetura e Urbanismo (curso envolvendo o CTC e o CTCH, iniciado em 2002) e Engenharias Ambiental e do Petróleo (cursos multidepartamentais do CTC iniciados, respectivamente em 2002 e 2005).

 

PÓS-GRADUAÇÃO ACADÊMICA

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da PUC-Rio foi iniciado em 1965, tendo sido o primeiro programa Stricto Sensu desta natureza, reconhecido pela CAPES, implantado no Brasil.

O Programa de Mestrado foi iniciado envolvendo as áreas de Estruturas e Recursos Hídricos. Em 1967 foi introduzida a área de Geotecnia. No final da década de 1970 as áreas de atuação do programa passaram a ser as até hoje vigentes, Estruturas e Geotecnia. Em 1984 foi iniciado o Programa de Doutorado em Engenharia Civil, com a área de Geotecnia absorvendo, de certa forma, alguns dos aspectos inerentes à área de recursos hídricos. No início doa anos 80 a área de Estruturas introduziu, de forma pioneira no país, a linha de pesquisas em Materiais Não Convencionais, hoje conhecida como de Materiais Compósitos. Em meados desta mesma década, a área de Geotecnia introduziu, também de forma pioneira no país, a linha de pesquisa em Geotecnia Ambiental. Posteriormente, em meados da década de 90, foi introduzida na área de Geotecnia, também de forma pioneira no país, a linha de pesquisa em Geomecânica do Petróleo.

O Programa se orgulha de já ter propiciado o desenvolvimento de mais de 1.000 teses e dissertações nas áreas de Estruturas e Geotecnia, envolvendo pós-graduandos oriundos de diferentes locais do país (além do Distrito Federal, ex alunos vieram de todos os Estados do país, menos Amapá, Acre, Rondônia e Roraima.

Tomando como base o ano de 2013, 179 ex-alunos de pós-graduação do Departamento fazem parte de diferentes Instituições de Ensino e Pesquisa do país e do exterior (57 Universidade Brasileiras  – 18 Universidades da América Latina e 07 Universidades da América do Norte), sendo que alguns desses alunos
contribuíram de forma relevante para a implantação de programas de pós-graduação em engenharia civil em diversas Instituições do país.

 

MESTRADO PROFISSIONAL

A partir de um curso de pós-graduação lato sensu (especialização), desenvolvido em parceria com a Universidade de Braunschweig, Alemanha, em 2007, com o apoio do DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico), foi iniciado, em 2009, o curso de Mestrado Profissional em Engenharia Urbana e Profissional, após ter recebido recomendação das agências de credenciamento Capes (Brasil) e ASIIN (Accreditation Agency for Degree Programmes in Engineering, Informatics, the Natural Sciences and Mathematics) da Alemanha. Tal curso propicia dupla diplomação, por intermédio da Universidade de Braunschweig, junto à Comunidade Europeia.

 

CORPO DOCENTE: QUADRO PRINCIPAL E CONTRIBUIÇÕES DO EXTERIOR

A partir do início da década de 1970, o CTC/PUC-Rio, com o apoio do governo federal, implantou uma política de capacitação de seu corpo docente, incentivando a ida de seus professores para doutoramento no exterior. Até que fosse instalado, no final da década de 1970 e início da década de 1980, um corpo docente mínimo permanente, atuando em tempo integral, diversos profissionais, altamente capacitados, contribuíram para a implantação e desenvolvimento do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil do DEC/PUC-Rio.