Apresentação

Apresentação 2017-03-09T11:56:33+00:00

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) foi o primeiro curso de pós-graduação “stricto sensu” em Engenharia Civil no Brasil, com a criação do curso de Mestrado em 1965. O curso de doutorado foi criado em 1984. Desde então o programa vem contribuindo significativamente para o desenvolvimento do ensino e pesquisa em Engenharia Civil no Brasil, conferindo-lhe tradição e qualidade reconhecidas no meio acadêmico e na comunidade de engenharia no país. Nas últimas avaliações o programa foi muito bem avaliado, tendo recebido qualificação correspondente a programa de nível internacional (Conceito 6 no triênio 2008-2010).

Ao longo de sua existência, o programa formou docentes que atuam hoje em várias universidades latino-americanas e em 47 universidades brasileiras, dentre as quais as principais universidades federais. Até o final de 2015 o acervo do programa contava com 866 dissertações de mestrado e 187 teses de doutorado.

 

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO PROGRAMA 

ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO

O programa apresenta duas áreas de concentração: Estruturas e Geotecnia, às quais estão associadas treze linhas de pesquisa, sendo oito na área de Estruturas e cinco na de Geotecnia. As linhas de pesquisa do programa acompanham as tendências internacionais e buscam atender a demanda nacional por soluções tecnológicas de engenharia. A atualidade das linhas de pesquisa e seus resultados vêm atraindo um grande número de alunos para os cursos de mestrado e doutorado, bem como novos projetos com a industria.

CORPO DOCENTE:
É composto por 14 docentes, todos com doutorado pelas principais universidades da Europa, América do Norte e Brasil.

Como reflexo da qualidade e relevância das pesquisas realizadas no programa, destaca-se que dos 14 docentes, 14 são bolsistas de produtividade em pesquisa do CNPq.

ALTA PRODUTIVIDADE CIENTÍFICA

O programa mantém um nível elevado de publicações em periódicos de ampla circulação nacional e internacional. O corpo docente do programa participa regularmente dos principais congressos nacionais e internacionais nas áreas onde atuam, com forte participação de alunos do programa em suas publicações.

INTEGRAÇÃO COM O PROGRAMA DE GRADUAÇÃO

Todos os professores docentes permanentes atuam regularmente na Graduação lecionando ao menos uma disciplina por semestre. Os alunos dos últimos períodos com bom desempenho acadêmico são incentivados a cursarem algumas disciplinas de pós-graduação como eletivas de seus cursos, conforme prevê o regulamento dos programas de pós-graduação da PUC-Rio.

Os alunos de graduação participam de projetos de pesquisa através do programa institucional de bolsas de iniciação científica PIBIC/CNPq e da Agência Nacional de Petróleo – ANP, bem como através de projetos individuais (CNPq, FAPERJ).

INTEGRAÇÃO COM OUTRAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO E PESQUISA NACIONAIS E INTERNACIONAIS

O programa abriga diversos projetos de pesquisa de colaboração entre pesquisadores e entre programas de outras universidades brasileiras e estrangeiras e tem tido um papel relevante na formação do corpo docente de um número expressivo de Universidades e Institutos de Pesquisa em todas as regiões do Brasil e na América Latina, em particular em instituições com cursos de pós-graduação. Destacam-se entre os programas de colaboração nacionais diversos projetos PROCAD, PROENGE, e “Casadinho”, além de um projeto PRONEX. Vários professores do programa participam ainda como coordenadores ou como colaboradores de Redes Temáticas na Área de Petróleo da Agência Nacional de Petróleo (ANP).

No âmbito internacional, além de parcerias de seus docentes com docentes de universidades estrangeiras, estão em andamento vários projetos institucionais de cooperação internacional. Incentiva-se ainda a participação de alunos em programas de doutorado sanduíche.

INTEGRAÇÃO COM INDÚSTRIAS

A integração das atividades de pesquisa com indústrias se dá em diversos níveis, desde a ação de membros do corpo docente como consultores junto a empresas públicas e privadas até o desenvolvimento de parcerias para desenvolvimento de projetos de pesquisa com forte vertente tecnológica. Destacam-se diversos projetos com a Petrobrás, Eletrobrás, Eletronuclear, ANEEL, no setor de energia, além de projetos com prefeituras e órgãos governamentais. Em 2015 estavam em andamento 12 projetos com o setor produtivo.

PENETRAÇÃO EXPRESSIVA NA COMUNIDADE CIENTÍFICA NACIONAL E INTERNACIONAL

Os pesquisadores docentes participam de diversas comissões dos órgãos de C&T do país e do Estado do Rio de Janeiro (CAPES, CNPq e FAPERJ) bem como em associações, comitês de organização de eventos científicos e na editoração de periódicos nacionais e internacionais.