Compartilhe: (1 mês atrás)

As normas do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil complementam o Regulamento dos Programas de Pós-Graduação da PUC-Rio e aplicam-se aos alunos de tempo integral com dedicação exclusiva. Alunos de tempo parcial devem procurar se adequar às mesmas da melhor maneira possível, seguindo orientação específica da Coordenação de Pós-Graduação do Programa. Dúvidas e outras situações não consideradas nas presentes normas serão esclarecidas pela Comissão de Pós-Graduação do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental.

1 Exigências para Obtenção do Título

a) Completar o mínimo de 48 créditos em disciplinas obrigatórias e eletivas de pós-graduação, conforme a estrutura curricular do curso, com rendimento acumulado não inferior a sete no conjunto das disciplinas e não inferior a seis em cada disciplina isoladamente. O aproveitamento de créditos obtidos em curso de Mestrado deve ser solicitado à DAR – Diretoria de Admissão e Registro até o final do primeiro semestre de matrícula do aluno no curso de Doutorado.

b) Ter sido aprovado em Exame de Proficiência de Língua Inglesa (LET3106). Alternativamente, apresentar certificado de curso de inglês em nível avançado ou os seguintes comprovantes: TOEFL/IBT – mínimo de 71 pontos com validade de 2 anos; TOEFL/ITP – mínimo de 527 pontos com validade de 2 anos; IELTS Academic – nota 6 (com nota mínima 5 em listening, reading, writing, speaking) com validade de 2 anos; CAMBRIGDE EXAM – CAE ou FCE – B2 sem prazo de validade

c) Ter sido aprovado em CIV3030 - Estágio de Docência na Graduação (Doutorado) – 1 cr – e CIV3031 - Estágio de Docência na Graduação (Doutorado) – 0 cr.

d) Apresentar, defender e te sido aprovado em Tese de Doutorado (CIV3001).

e) Entregar o volume final da dissertação dentro do prazo estabelecido pela Banca Examinadora, respeitados os prazos máximos estabelecidos pela Universidade.

f) Ter sido aprovado na disciplina CIV3010 – Produção Científica no Doutorado, apresentando à Coordenação de Pós-Graduação uma cópia de artigo técnico completo, aprovado pelo professor orientador e referente à tese de doutorado, aceito para publicação por periódico considerado de nível B2 ou superior da área de Engenharias I do Qualis/Capes (quadriênio 2013 – 2016).

2 Estrutura Curricular do Doutorado - aprovada na 149ª reunião da Comissão Geral do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental realizada em 09 de agosto de 2018.

2.1 Disciplinas Obrigatórias (Estruturas e Geotecnia)

CIV 3001 Tese de Doutorado (0 cr)
CIV 3004 Exame de Qualificação * (0 cr)
CIV 3007 Exame de Proposta de Tese * (0 cr)
CIV 3010 Produção Científica no Doutorado (0 cr)
CIV 3030 Estágio de Docência na Graduação – Doutorado (1 cr)
CIV 3031 Estágio de Docência na Graduação – Doutorado (0 cr)
LET 3106 Exame de Proficiência em Língua Estrangeira – Inglês (0 cr)

* CIV3004 e CIV3007 devem ser realizados no final do terceiro semestre de matrícula do aluno no curso de doutorado. Em caráter excepcional, por motivo justificado junto à Coordenação de Pós-Graduação, pode haver adiamento de até sessenta dias. Verificar seção 3 – Exame de Qualificação / Exame de Proposta de Tese.

2.1.1 Estruturas

CIV 2101 Métodos Matemáticos para Engenharia Civil ** (3 cr)
CIV 2103 Teoria da Elasticidade ** (3 cr)
CIV 2163 Seminário de Estruturas I - Doutorado (0 cr)
CIV 2164 Seminário de Estruturas II – Doutorado (0 cr)

2.1.2 Geotecnia

CIV 2520 Mecânica das Rochas ** (2 cr)
CIV 2530 Mecânica dos Solos ** (4 cr)
CIV 2531 Geologia ** (2 cr)
CIV 2540 Modelos Constitutivos para Materiais Geotécnicos I ** (2 cr)
CIV 2563 Seminário Geotécnico I – Doutorado (0 cr)
CIV 2564 Seminário Geotécnico II – Doutorado (0 cr)

** As disciplinas obrigatórias CIV 2101 e CIV 2103 (Estruturas) e CIV 2520, CIV 2530, CIV 2531 e CIV 2540 (Geotecnia) são disciplinas obrigatórias do Mestrado exigidas ao aluno de Doutorado, que deve cursá-las se não o tiver feito no Mestrado (caso de aluno vindo de outra área técnica ou de instituição). O capítulo VI do aproveitamento de créditos do Regulamento dos Programas de Pós-Graduação da PUC-Rio (stricto sensu) estabelece no art. 45 que “por decisão da comissão de pós-graduação do programa, ouvido o professor orientador de tese, poderá um aluno ser dispensado de disciplinas obrigatórias do respectivo curso, independentemente do aproveitamento dos respectivos créditos, hipótese em que deverá cursar outras disciplinas para integralizar o número de créditos exigidos pelo respectivo programa". O art. 45 não é aplicável às seguintes disciplinas obrigatórias do Doutorado em Engenharia Civil: CIV3001, CIV3004, CIV3007, CIV3010, CIV3030, CIV3031, LET3106.

2.2 Disciplinas Eletivas para Estruturas e Geotecnia

Todas as disciplinas do catálogo do Mestrado em Engenharia Civil e as seguintes:

CIV 3012 Estudo Orientado para Doutorado I *** (3 cr)
CIV 3013 Estudo Orientado para Doutorado II *** (3 cr)
CIV 3014 Estudo Orientado para Doutorado III *** (3 cr)

*** O aluno de doutorado poderá se matricular em apenas uma disciplina de Estudo Orientado para Doutorado (CIV3012, CIV3013, CIV3014) por semestre. Deverá apresentar para a Coordenação de Pós-Graduação a ementa da disciplina, relacionada com sua pesquisa de doutorado, no momento da matrícula. Ao final do semestre, na data do término das atividades escolares estabelecida pela Universidade, apresentará o relatório da pesquisa realizada na disciplina, com grau atribuído pelo professor orientador.

Outras disciplinas de pós-graduação podem ser aceitas quando oferecidas: a) pelo Centro Técnico-Científico da PUC-Rio; b) por outras instituições de ensino e pesquisa desde que com prévio consentimento da Coordenação de Pós-graduação em Engenharia Civil.

3 Exame de Qualificação (CIV 3004) / Exame de Proposta de Tese (CIV 3007)

3.1 Objetivos

Os Exames são realizados em duas partes, sob forma de arguição oral. A primeira, que se refere à qualificação do candidato (CIV 3004), tem como objetivo avaliar a maturidade e os conhecimentos científicos do candidato necessários para desenvolver uma pesquisa de doutorado de forma rigorosa e independente. A segunda, que se refere à proposta de tese apresentada (CIV 3007), busca avaliar a relevância, originalidade e contribuição da pesquisa à expansão do conhecimento científico, bem como verificar a viabilidade de sua execução, em relação à infraestrutura disponível e tempo necessário para ser completada. 

3.2 Procedimentos

O candidato deverá apresentar aos membros da Banca Examinadora um documento sobre o tema de tese, no formato de apresentação de teses e dissertações da PUC-Rio, evidenciando os seguintes aspectos: introdução, objetivos, relevância, descrição do estado da arte no tema proposto, metodologia, resultados obtidos e esperados, a contribuição científica e originalidade da pesquisa, bem como as referências bibliográficas e o cronograma de atividades dentro do prazo regular de duração do curso.

 3.3 Banca Examinadora

Os Exames serão efetuados perante uma Banca Examinadora, proposta pelo futuro orientador, constituída por no mínimo três docentes credenciados pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, incluindo o orientador. No caso de coorientadores participarem da Banca Examinadora, estes não serão considerados para efeito de integralização do número mínimo de componentes. Quando considerado conveniente, poderão ser adicionalmente incluídos membros externos ao Programa, sem exceder cinco componentes. A composição da Banca Examinadora deve ser previamente aprovada pela Comissão de Pós-Graduação.

O presidente da Banca (tipicamente o futuro orientador) terá as seguintes atribuições:

• encaminhar, para fins de aprovação pela Comissão de Pós-Graduação, a composição da Banca Examinadora em formulário específico, com antecedência mínima de 15 dias em relação à data dos Exames;

• ser responsável pela preparação e bom funcionamento dos Exames, incluindo o envio antecipado (mínimo de 15 dias) do documento preparado pelo candidato aos membros da Banca;

• preparar e encaminhar à Comissão de Pós-Graduação a Ata dos Exames com o resultado final e assinatura de todos os membros presentes da Banca Examinadora.

3.4 Resultados

O candidato deverá ser avaliado separadamente nas disciplinas CIV 3004 – Exame de Qualificação e CIV 3007 – Exame de Proposta de Tese. No caso de reprovação em CIV 3004, o candidato será desligado do Programa. No caso de reprovação em CIV 3007, o candidato poderá fazer uma única e nova reapresentação da proposta de tese, a qual deverá ser realizada  dentro de um prazo máximo de quatro meses após a data do primeiro Exame. 

4 - Bolsas de Estudo de Agências de Fomento

4.1 Concessão e Acompanhamento

O Programa conta com um número limitado de bolsas de estudo concedidas a alunos de tempo integral pelas agências de fomento à pesquisa (Capes, CNPq, Faperj), com duração máxima de quarenta e oito meses.

O aluno de tempo integral (bolsista de agência de fomento) deverá estar matriculado semestralmente em no mínimo quatro disciplinas de pós-graduação, exceto nos casos em que o número de créditos necessário para integralização do curso puder ser feito com número menor de disciplinas. O aluno poderá, excepcionalmente, cancelar uma disciplina desde que justificado e aprovado pela Comissão de Pós-Graduação, dentro dos prazos estabelecidos anualmente pelo calendário escolar da Universidade.

A Comissão de Pós-Graduação avaliará o desempenho dos alunos de tempo integral no final de cada semestre letivo. Com base nesta avaliação, poderá ser cancelada a bolsa de estudo:

a) automaticamente, do aluno de Doutorado que apresentar um CR inferior a 7 (sete), em um período qualquer, ou um CR inferior a 8 (oito), em dois períodos consecutivos;

b) por avaliação da comissão de Pós-Graduação, do aluno de Doutorado que tiver desempenho acadêmico considerado muito abaixo dos colegas.

4.2 Obrigações do Bolsista

a) Dedicar-se integral e exclusivamente às atividades de pesquisa ou ensino / pesquisa determinados pelo curso.

b) Manter o currículo atualizado na plataforma Lattes / CNPq, registrando a condição de bolsista.

c) A bolsa será cancelada se apurada omissão de percepção de remuneração.

d) Em caso de não conclusão do curso:

d.1) CNPq: ressarcir o CNPq quanto aos recursos pagos em seu proveito, atualizados pelo valor da mensalidade vigente no mês da devolução, no caso de abandono ou desistência de própria iniciativa sem motivo de força maior ou pelo não cumprimento das disposições normativas, no prazo de até trinta dias contados da data em que se configurar o abandono ou desistência. Não cumprindo o prazo citado, o débito será atualizado monetariamente acrescido dos encargos legais nos termos da lei.

d.2) Capes/PROEX: a não conclusão do curso acarretará ao ex-bolsista a obrigação de restituir os valores despendidos com o benefício, salvo se motivada por caso fortuito, força maior, circunstância alheia à sua vontade ou doença grave devidamente comprovada, que o impeça de realizar as atividades acadêmicas. A CG/PROEX (Comissão de Gestão) deverá fundamentar e se posicionar em parecer conclusivo, com decisão fundamentada, acerca de todas as situações de não conclusão.